quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Degustação cultural com Lu Port-aux - Vinho & Guerra


O livro Vinho & Guerra autoria do casal de jornalistas Don e Petie Kladstrup. Foi lançado no Brasil em 2002, Jorge Zahar Editora.

Best-seller traduzido para 12 idiomas. Amantes do vinho e interessados em História, uma boa dica de leitura.
Não se espante se perder a noção do tempo. A dica é dedicar um momento tranqüilo do seu dia, colocar uma boa música e uma taça de vinho.
Pode ser encontrado nas principais livrarias. Fiz uma busca de preços em torno de $ 40,00 a R$50,00.

Sinopse:
Neste livro, Don e Petie Kladstrup trazem uma narrativa da saga de tradicionais famílias de vinicultores franceses que impediram os nazistas de roubar um de seus símbolos mais genuínos - o vinho. Usando das incríveis artimanhas como a construção de paredes com teias de aranha para esconder safras preciosas, sabotagem de trens que transportavam vinho para a Alemanha, os produtores de vinho formaram uma espécie de Resistência paralela a fim de proteger a economia da França e preservar um de seus prazeres mais inebriantes e diletos.

Com certeza faz bem ao coração e para a mente. Para um bom leitor e apreciador de vinhos.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Mulher encontrada sem face em Mairiporã(SP)Um alerta para todos nós.



Independente da conclusão do caso.Quem sofre de depressão precisa procurar auxilio médico, não ter receio de pedir apoio da família e amigos.Não se entregue ao desespero e muito menos confie em estranhos.
O mais difícil para quem sofre de depressão e sindome do pânico é assumir que precisa de ajuda para os mais próximos.Vergonha, medo de não ser compreendido e aceito. Procure ajuda profissional.

Foi noticiado em toda imprensa o caso de uma senhora dona de casa de 54 anos que foi brutalmente assassinada em Mairiporã. Próximo a Pedra da Macumba utilizada para trabalhos espirituais.


Podemos encontrar inúmeras matérias sobre o assunto, entre as linhas de investigação está à possibilidade que ela tenha sido vítima de um ritual de magia negra.

A história é digna de um tenebroso filme de horror, repleta de mistério. Até o primeiro momento parece que ela saiu de casa as altas horas da noite, sozinha sem demonstrar estar sendo ameaçada.

Já li algumas matérias que insinuam que seja magia negra, daí utilizam-se imagens de altares wiccanos. Ou rituais afros como candomblé e umbanda.

E neste ponto que fiz questão de expor a minha opinião a respeito do assunto. É preciso muita cautela quando tratamos de culturas, cultos religiosos comparando com magia negra.

Como bruxa verde, estudiosa sobre os elementais, plantas e minerais. Digo a magia negra existe. Procuro manter a maior distancia possível de tudo que se refere ao mal.

Não entendo praticamente nada sobre rituais satânicos. Mas nunca ouvi falar de alguém que cobra por trabalhos espirituais, matar o seu cliente.

Vamos lá meus caros! Sabemos que trabalhos espirituais, despachos não saem de graça.

Eu não pratico trabalhos, porque em geral envolve o destino de terceiros. Ninguém tem o direito de interferir no livre arbítrio de outras pessoas.

Essa historia de trazer o seu amor em três dias não existe. No Maximo você irá interferir, bagunçar, incomodar a vida de outra pessoa.Mas é como um espelho bate e volta.Você será o maior prejudicado, tudo o que fazemos para o bem ou para mal existe a lei do retorno.

Não creio que seja um ritual de magia negra. Quem sabe? Seja um serial killer.

Os modos operantes, toda a ritualística. O poder de persuasão e convencimento de uma dona de casa, com uma vida pacata, pudesse cair tão facilmente na conversa de estranho(s).

Vi a pouco supostos sensitivos, debatendo o assunto. Vamos aguardar a investigação policial, que vem se desdobrando de forma competente.

Até hoje nunca vi alguém, que cobra por trabalhos espirituais, matar a sua galinha dos ovos de ouro.

Sou ligada ao esoterismo, a magia. Mas não sou influenciada facilmente, procuro analisar, questionar, buscando a verdade. Como existe o bem e o mal.Existe pessoas bem intencionadas e os golpistas.

O fato do teor ritualístico não atesta que seja o caso de um ritual de magia. Mas uma pessoa perturbada, um psicopata.

A vítima como foi noticiado era depressiva. Só quem sofreu deste mal sabe, o sofrimento lacônico que nos acomete.

Já tive depressão e síndrome do pânico, por mais que sejamos esclarecidos, uma vida estruturada. Não conseguimos superar sozinhos tamanha aflição, medo e dor.

Sabemos que não há um motivo real para essas reações e mesmo assim elas se manifestam.

Com o corpo, mente e espírito enfraquecido pela depressão. Vitima. De pessoas mal intencionadas, como um ratinho, direto para a ratoeira. Com um belo pedaço de queijo.

Como, Bruxa, digo, se o nosso Pai Maior nos deu a medicina. É para que possamos usufruir de tratamentos terapêuticos.

Nunca deixe de tomar medicamentos controlados, sejam quais forem, porque um dirigente espiritual assim aconselhou.

Desconfie dessa atitude. quem pratica o bem, a caridade e trabalha com energias superiores.Jamais vai interferir na matéria.

Com tratamento médico em dia, você pode cuidar da sua mente e espírito.

Lembrem-se quem está bem intencionado. Não cobra que você guarde segredo para seus familiares e amigos.

Nunca marque um encontro com pessoas que você conhece em redes sociais, sem avisar a conhecidos. Necessário que seja em lugares públicos.

Eu sei. Quando estamos desesperados com alguma situação, desejamos a imediata solução do nosso problema. Mas não existe essa mágica com hora marcada.

O tempo escreve a nossa trajetória, encontros e desencontros. Perdas e vitórias e no fim tudo encontra o seu lugar.

Amados o mal existe. Mas eu prefiro concentrar minhas energias no bem.

Não vamos julgar religiões, por causa de um ato grotesco de algum desequilibrado e assassino.

Não mencionei nomes, fotos, visto o assunto já estar tão visado na mídia. Meu interesse é apenas expor mediante a um acontecimento a minha ótica. Para tanto não preciso expor pessoas, chocar, explorar a dor alheia.

Deixo aqui os meus sentimentos aos familiares da vítima. E meu total respeito.

Que a verdade venha à tona, culpados responsabilizados. A vida daquela que talvez o único crime fosse confiar em seres bestiais. Não volta mais, para esse plano, mas será evitado que outros crimes de tamanha monstruosidade volte a acontecer.

Busquem o bem meus queridos! Paz e luz na terra!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Meu Protetor - Jorge de Capadócia



Eu também sou da sua Cia - SALVE JORGE!!!Protetor da minha morada e da minha vida.Quem tenta me atingir primeiro trave batalha como meu Pai Ogum.
OGUM IE!!!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sem São Paulo o meu dono é Solidão!!!


Brado por ti São Paulo!

Xingamentos confusos, ora versos apaixonados.

Sentimentos antagônicos

Como suas esferas...

Grande paulicéia desvairada

Eternizada por Mário de Andrade

Tu és assim, única!

Gigante, rompante, galopantemente

Imensa, és tu!
(Poesia Lu Port-aux)


Trecho do livro  Paulicéia Desvairada - Do modernista Mário de Andrade em 1922


INSPIRAÇÃO

São Paulo! comoção da minha vida...

Os meus amores são flores feitas de original...

Arlequinal!... Traje de losangos... Cinza e Ouro...

Luz e bruma... Forno e inverno morno...

Elegâncias sutis sem escândalos, sem ciúmes...

Perfumes de Paria... Arys!

Bofetadas líricas no Trianon... Algodoal!

São Paulo! comoção de minha vida...

Galicismo a berrar nos desertos da América!(Trecho - Paulicéia desvairada Mario de Andrade)


Ps: O trecho dessa música retrata bem quem vive e ama a cidade de São Paulo com tudo de bom e ruim que há nela.
SEM SÃO PAULO O MEU DONO É SOLIDÃO!!!




terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Chove, chove, chove...















Entre passos largos, os pezinhos dançantes

Saltita! Preciosa criança grande

Entre pedrinhas e poças rasas

Dança na chuva...

Na cadência das tardes de verão.

Entre viadutos e avenidas

A menina corre entre os carros,

Enquanto gotas generosas embaçam os olhinhos ávidos

Pessoas com guarda chuvas pretos, cinzas, tristes

Escondem-se obscuras enquanto a menina brilha.

Chove, chove, chove...

Entre a paulista e a consolação

Carros, buzinas, pretos, cinzas e a criança feliz

Girando no ar, Oh doce pequena!

O tempo para. A chuva cai abundante na tarde

Dança! Chove! Generosa Mãe das tempestades!

Corre pequena! Até o Trianon, percorre o parque,

Enquanto chove, chove, chove...

Com passos miúdos vai à busca do arco-íris.

Molhada, cansada, feliz. Enquanto

Chove, chove, chove...

(Poema de Lu Port-aux)


domingo, 1 de janeiro de 2012


Je t'aime, Paris ! from mylittle on Vimeo.


Je t'aime Paris!