quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Feliz da Vida - SODOMA a todo vapor!!!

O meu projeto SODOMA está a todo vapor - Espetáculo Café Concerto - Gênero Vaudeville

Em breve posto novidades sobre o projeto!De pernas pro ar e a cabeça cheia de idéias!!! O coração a mil!!!

Bate...SODOMA...SODOMA...SODOMA...

Ps: Tenho a alegria como dom...em cada canto vejo um lado bom!
Foto arquivo pessoal: Lu Port-aux Youtube canal: mallumagalhães VEVO

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Ora, acho que vou-me embora.. Meu momento Gal Costa ( :


Meu momento total. Galllllllllllllllllllllllll !!!...rsss

Mas o tempo se encarrega

De mostrar quem esteve certo

Fez de mim o que queria

E hoje vem como quem chora

Me pedindo pra lhe perdoar

Ora, acho que vou me embora...

(meu coração já tem dono certo e bom.)

Melhor momento da minha vida tudo azul!!! Obrigada Oyá!!!

sábado, 11 de agosto de 2012

Madrugada Triste


Lindo rodar por Sampa madrugada a fora
Observar prédios, carros, personagens alegóricos,
Odores vulgares...ascendo o cigarro já abandonado...
Baforadas na madrugada fria...me sinto só..
A pessoa mais solitária do mundo...
A moça sem máscara...
Sou fera triste escondida na alegria dos dias
No pretume da noite a melancolia comum
Aos poetas boêmios...
Aquele que não tem um amor mal acabado
A inspiração escorre pelo dedos com areia fina
Bendita dor necessária!
As Três da madrugada...olho para as putas,
Obscenas guerreiras encardidas do amor de ontem
Bêbados caídos pela calçada...
Guris e gurias em frente a inferninhos...
Eu rodando, rodando inundada na solidão sem fim...

(texto Lu Port-aux)
foto: Helena N
canal youtube: galcostinha2


terça-feira, 7 de agosto de 2012

Medo de gente que mente contente


"Ama a arte. Dentre todas as mentiras é a que menos mente."
(Gustave Flaubert)
Tenho passado boa parte dos meus dias acinzentados e noites enluaradas a refletir sobre a mentira.
Não chego a conclusão que preencha minha insônia cada dia mais constante.
A menina que ainda insiste viver em mim, percorre desde os montes até a pauliceia desvairada.Procurando a verdade, em vão, pobre criança.Ela em certos momentos encontra o fio do novelo emaranhado da “verdade absoluta”.
Puxa o fio, ele arrebenta nas mãozinhas frágeis da criança interior.Em outras um bom tanto do fio é percorrido, mas em certo momento fica preso em nó. O cansaço, a descrença invade o coração infante e o novelo é abandonado.
Mas a busca não cessa, há outros novelos pelo caminho. Pessoas de sorrisos brancos tais como Willy Wonka, bradam aos quatro ventos “verdades francas”. Incontestáveis verdades ou mentiras veladas?
Palavras de Aristóteles: Não ser descoberto em uma mentira é o mesmo que dizer a verdade."
O medo da teia de mentiras não me faz covarde, amarga ou descrente. A mentira também pode ser um anestésico da alma, nos distancia do real, que por deveras é insustentável ao “ser”.
Sigo avante o sol não tarde nos trópicos. Entre verdades absolutas e mentiras de perna curta a menina passeia e a mulher coleciona maturidade.
"A mentira nunca sobrevive até alcançar idade avançada."
(Sófocles)
Texto: Lu Port-aux
Foto arquivo pessoal: Lu Port-aux

sábado, 14 de julho de 2012

A Pesença de Deus



Ele ou ela qual sexo terá???Está em todas coisas...em cada gesto...desde as pedras que ferem nossos pés descalços...nos seres humanos, nos animais.Vegetal, mineral, animal...Creio nessa energia pacificadora que vem da doação e do amor a todos os seres da terra.(texto Lu Port-aux)

''A compaixão com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana.''
(Charles R. Darwin)

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Embrigada de Luz - Filha da Deusa e dos 100 Deuses



Espalho retratos pelo chão de estrelas

Mergulho no rio das palavras rasgadas

Brado xingamentos confusos na ira

Recobro o equilíbrio na corda bamba

Inspiro luz

A vida espalhada pelo chão de estrelas

Gritando palavras rasgadas

Aparando as arestas dos retratos difusos

Dos brados confusos da ira

A vida na corda bamba, embriagada de luz.
(Poesia Lu Port-aux)
FOTO ARQUIVO CONFIDENCIAL: LU PORT-AUX - Feita pelo fot. Eduardo Barrox
Video: do youtube - Canal judebelly

terça-feira, 10 de julho de 2012

O Feitiço da Bruxa - Jethro Tull - The Witches Promise - 1970 legendado


O moreno se aproxima da Bruxa com cabelos de sol esculpidos por flores.Toca na flauta melodias celticas na floresta.



A bruxa balança suas ancas em volta do seu prometido.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

O Sol Nascerá!!!

O Sol Nascerá Cartola


A sorrir

Eu pretendo levar a vida,

Pois chorando

Eu vi a mocidade perdida.

A sorrir

Eu pretendo levar a vida,

Pois chorando

Eu vi a mocidade perdida.

Fim da a tempestade

O sol nascerá,

Fim desta saudade

Hei de ter outro alguém para amar.

A sorrir

Eu pretendo levar a vida,

Pois chorando

Eu vi a mocidade perdida.
(Cartola)




OLHA EU BELA OYÁ!!!

Fraca eu???No máximo dramática rsss... Sou filha de Iansã!!! Da minha queda renasço linda e forte...Olha eu...olha eu...Iansã é o meu orixá!!! EPARREY MINHA MÃE IANSÃ!!!


terça-feira, 3 de julho de 2012

Fênix...


Um momento de muitos questionamentos, incertezas.Perceber o mundo e as pessoas sem óculos coloridos.Pensei já ter passado do processo de não criar expectativas vazias em relação a pessoas e projetos.Infelizmente a menina ainda pulsa forte aqui dentro, as ilusões ainda me enlaçam faceiras pela cintura.Sussuram elogios e falsidades.Um receio invade meu ser de ficar amarga diante a tantas decepções, prefiro crer que a Fênix vai permanecer imutável.Linda, fresca e pura.Mãe dos ventos e das tempestades faz da sua filha forte durante a temporal!


Resposta de Sergio Thales( Ator, dramaturgo e amigo)

Eu te entendo muito, minha querida... Por isso temos que ser precavidos, na vida, em tudo... Pois, se Thomas Hobes, que disse que "o homem é lobo do homem", estiver, mesmo certo... Então, baixar a ponte levadiça e deixar qualquer ser adentr...ar ao castelo é uma espécie de suicídio... A sabedoria do aprendizado pela dor, infelizmente, infeliz é a nossa mente pois demora a antender que baixar a ponte levadiça é um risco. Não é qualquer ser que merece adentrar ao castelo! Mandas as sentinelas relaxarem, e armar o salão para uma grande festa, é viver, claro, mas pode ter um preço. Mas, tudo a seu tempo, a estratégia, certa ou errada tem um preço, só que essse preço é pago pelos dois participantes do jogo, disso tenha a certeza. Cada um está em um estágio, então, cure as feridas, e siga a batalha com dignidade, dando seu grande exemplo. Quem feriu, quem matou, sabe que errou... Acalme seu coração, abre as asas Fênix, um beijo no seu coração...

Ps: Amigos...Ah!!! Adoravéis e raros amigos!!!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

The Doors - The End (original)


O fim pode ser um novo começo...a dor pode dar lugar ao amor...ao recomeço o antigo se faz novo!Paz e luz - Energia violeta!!!

domingo, 24 de junho de 2012

The end...


Um homem chega na noite escura


Com dentes brancos, olhar profundo

Chega a passos largos sorri e ascende o cigarro

Baforadas cinzentas no rosto da moça lua

Chega firme ao fundo Pearl Jam

Ela com a face rubla pelo whisky

Parada...já não existe mais Pearl Jam

Nem pessoas...nem movimento somente ele e ela

Tudo que parecia tão certo, tudo que hoje é nada

Um castelo de cartas espalhadas

A moça sorri o homem apenas diz

Cheguei lua!

The end...
ps: Ouvindo  Pearl Jam  The end

quinta-feira, 31 de maio de 2012

EU QUERO SER FELIZ AGORA!!!


Acordei!!! E quero ser feliz hoje...mudanças a vista!!! rsss

Num estalo as coisas se transformam.As peças mudam de posição outras são substituídas.O que permanece é imutável o seu amor próprio e os seus verdadeiros amigos.

O meu futuro me adora!!!!! É a minha unica certeza nesse momento...

É tremenda a certeza que O Novo não tarda.Afinal esteve ao seu lado o tempo todo.

Isso é apenas um desabafo de quem descobre o quanto é bom estar viva.Sofrer, chorar, dar gargalhas feito uma criança, perder o que nunca foi seu. Ter de volta aquilo, que sempre quis te pertencer...

EU QUERO SER FELIZ AGORA!!!

Ps: Obrigada meu Céu estrelado...Já entendi o recado do "Alto"...FICA SUSSA!!! rsss...tudo ao seu tempo e lugar... Paz e luz!!!


sábado, 26 de maio de 2012

Orgasmo místico (Blessed be...)























Orgasmo místico nas costas do varão cativo

Pela prenda de ancas brancas e cabelos de sol

O Gitano apenas sucumbe ao movimento da feiticeira

Encontro da pele, suor e gemidos entre

Dois espíritos afins,

O sexo não é mais o ato do gozo e sim a descoberta

De um novo recomeço amparado, por seres antigos

Entre Sacerdotisas e Xamãs,

Que vagam invisíveis pelo quarto. Os amantes

Tomados pela febril necessidade

O tempo para!

Seus corpos encobertos pela luz azulada

Trémulos do amor de ontem de hoje e quiçá

Amanhã,

Adormecem diante ao torpor inebriante

Olhos injectados buscam a perfeita imagem da afeição

Adormecem,

Duas crianças cruas diante ao inesperado

Encontro de duas almas suspensas no espaço

Mãos buscam a pele mesmo adormecidos

Suspiros curtos dos corpos exauridos entre secreções

Secretas,

Sonhos raros, durante o canto dos seres elementais

Feiticeiras dançam em volta da cama, esculpem flores

Nos cabelos  dos amantes adormecidos

O guri de cabelos longos sorri adormecido

Abraça sua guapa pequena desfalecida

É um caminho sem retorno

O gitano e a feiticeira.
Ps: (Para meu Gitano) Blessed Be...

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Milágrima - gota...gota...Sinta o milagre! Lavando a alma...

Essa é uma dica...e carinho de um amigo...pra lá de paterno...fraterno...e terno...obrigada pela mão estendida...hoje eu devoro apenas a cereja...


Mas se apesar de banal

Chorar dor inevitavel

Sinta o gosto do sal
Gota...gota...uma...duas...tres...dez...sinta o milagre!
 
 Da minha fraqueza eu recebo a minha força!!!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Esperando a dor passar...


Deu-me uma vontade do nada de ir pra muito longe. Mudar de nome, vida, carne...


Transformada em bicho. Quem sabe uma fera ou um peixe... Virar pó.

Ser misturada ao mar.Meus amores bichanos não sabem nadar. Sem eles não fico, sem meus poucos verdadeiros amigos tão pouco, então permaneço parada.Longe do mar, esperando a dor passar...

(texto Lu Port-aux)
 

sábado, 31 de março de 2012

O Palhaço e a Bailarina


Foi assim numa manhã qualquer
De um dia sem importância
Entre tantos outros dias tolos
Despidos de qualquer pudor



Fomos apresentados ao inesperado
As máscaras transformadas em pó
Não se sabe qual o momento do estalo
Veio a surpresa do sorriso largo



Dos rostos ressabiados. Confusos...
Espanto!Melodias surgiram como apoio
Pesamentos insólitos,
Planos diversos, sonhos abstratos



Revelam-se reais diante de duas crianças
O medo sede espaço diante a
Um universo de possibilidades
O encantamento tira os pés cansados do chão



Só há um caminho a entrega total e absoluta
Deixar a cabeça leve e o coração cativo
Diante do acaso traiçoeiro da afeição
Do desejo descabido uma vontade latente



De se entregar perdidamente...
A fé solúvel. Entre dois seres crus
Sucumbidos pela chama seguem assim
Entre traços precisos e poemas soltos...



Somos um! Iguais... Colados...
Sem saber bem ao certo onde um começa
E o outro termina. Alquimia perfeita!
O palhaço e a bailarina na corda bamba.



(texto Lu Pot-aux)



Para o palhaço de sua bailarina...



(créditos: Alvaro Barbosa - fotografias)



sexta-feira, 16 de março de 2012

A Bruxa I


No caldeirão borbulhante de ilusões

A filha da Deusa repousa seu encanto

Uma pitada de pozinho de osso

Beijos de donzela



Um punhado de louro

Uma pitada de sal grosso

Incorporar a sua mistura

Sorrisos dos desavisados



Ao primeiro pensamento do dia

Com suas curvas de mulher celta

Movimento circular anti-horário

Começa a cantar uma língua desconhecida



Tira o manto vermelho

Clama pelos guardiões das quatro torres

Dança para a lua crescente

Solta os cabelos de fogo



Enfeitiça o seu amado apenas com o balançar

De suas ancas brancas e suadas

Pelo movimento continuo

Coloca o leite fecundo da Deusa



Faz um circulo com mel

Da boca nada se revela

Dos olhos a chama viva,

O desejo por se consumir



A bruxa dança em volta do caldeirão

Extasiada do amor de ontem

O seu ventre é mais quente

Perante o líquido fumegante das ilusões.
(texto: Lu Port-aux)

D'être un artiste


Être un artiste est un rêveur éternel!


L'artiste rêve éveillé


Où se trouve la tête


Dans son berceau splendide


L'insomnie!


Tradução:


Ser artista


Ser artista é ser um eterno sonhador!


Todo artista sonha acordado


Quando repousa a cabeça


Em berço esplendido


Insonia!
(texto Lu Port-aux)

sábado, 3 de março de 2012

QUERO SER MARILYN MONROE!


A minha primeira lembrança a respeito de Marilyn Monroe. Nada tem a ver com os seus filmes, fotos, etc.


A primeira imagem que vem a minha mente. É de uma penteadeira muito antiga cheirando a óleo de peroba. Toalhinhas brancas e engomadas, batons; pó facial; escova de cabelos; um porta-jóias com uma bailarina já encardida e dois porta-retratos.

Nada disso chamava mais a atenção da menina de olhos grande e curiosos, do que frascos de perfumes. Um era bem antigo com esborrifa dor, um pequeno mais parecia uma jóia, outro um frasco quadradinho com um liquido amarelo, tampinha achatada.

A menina ainda não sabia ler, no jardim de infância os primeiros contatos com as letras e números. Dos lábios vermelhinhos da criança travessa, saiu o som: 5

Nisso ouve-se passos no corredor com piso de assoalho e forte cheiro de sinteco. A menina assustada ficou paralisada segurando entre as mãos pequenas o frasco de perfume.

Uma voz suave com cabelos grisalhos, olhos de um azul profundo ecoa, pelo quarto espaçoso de moveis antigos.

--- Meu bem! O que fazes aí? O que tens nas mãos?

--- A Menina esconde as mãozinhas para trás.

--- Nada vovó.

A senhora magrinha, segura os bracinhos da peralta. Vê o frasco de perfume e sorri.

---- Não pode mexer em coisas alheias, sem pedir antes mocinha. É só pedir a vovó mostra pra ti. Gostou do perfume?

---- Não sei. Nº5. Sei que esse é nº5.

---- Muito bom isso mesmo. Está escrito Chanel nº5.

A mão fina, da senhora abriu delicadamente o perfume e passou no pulso da menina.

A menina inocente. Soltou a pérola: Tem cheiro de coisa velha!

A senhora sorri e diz: Tem o cheiro da vovó.

Foi o primeiro contato com o perfume preferido Marilyn a primeira vez que senti minhas bochechas queimarem de vergonha.

Experimentei novamente o cheiro da minha amada avó. Olhei para aqueles olhos da cor do céu em dias de sol. E tudo se transformou. Quanta falta já fez esse aroma na minha vida.

----É bom vovó.

---Sim esse foi o perfume de Marilyn Monroe.

Não tinha a menor idéia de quem foi essa senhora com o mesmo cheiro da minha avó.

Anos mais tarde descobri e a partir daí: Eu quero ser Marilyn Monroe.

Mesmo com as suas roupas estranhas, a maquiagem carregada, cabelos descoloridos além da conta. Aquela estrela chamava a atenção da adolescente sonhadora.

Assistindo aos seus filmes procurava imitar os seus gestos frente ao espelho.

A sua voz suave e quase infantil, como se movia ao andar, o seu olhar, o biquinho para fotos.

Faço biquinho até hoje em fotos por causa minha musa.

O tempo passou ainda quero ser Marilyn Monroe, se morresse hoje e renascesse amanhã. Continuaria sonhando em ser a minha Diva.

Vovó deve ter tido o sonho de ser Monroe, pelo menos por um momento, usando o mesmo perfume.

Mulheres de gerações diferentes, já sonharam em agarrar um milionário; tiveram que enfrentar uma Malvada.
Quantas já não choraram com um rio das almas perdidas, sonharam com um inventor da mocidade. Entenderam que os homens preferem as loiras.

Eu quero ser, minha mãe; minha vizinha; quem sabe até minha filha possa sonhar em ser Marilyn Monroe.

Norma Jeane quis ser Marilyn Monroe. Foi a única a conseguir segurar esta personagem irresistivel até 1946 a 1962.

Muito pouco tempo, alguns podem pensar. Tempo suficiente para suportar o peso do Mito “Marylin Monroe” até mesmo para a adorável Norma.

Boa parte de nós que sonhamos em ser a nossa musa. Somos Normas. Jovens, bonitas e sonhadoras. Muitas vezes incompreendidas e magoadas.

Amando demais, sofrendo deveras. Tendo a nossa beleza e leveza exaurida por ilusões.

Somos velhas, jovens; magras; gordinhas; solteiras; casadas. Pudicas ou liberais. Normas sonhando em ser Marilyn Monroe. Nuas com apenas 2 gotas de Chanel nº 5.
Texto de Lu Port-aux


A exposição 'Quero ser Marilyn Monroe!' estará na Cinemateca Brasileira, de 4 de março a 1º de abril, com entrada gratuita. A Cinemateca está aberta para visitas de segunda a domingo, das 10 às 21h.


No site da exposição tem todas as informações sobre o evento.

Imperdível para que gosta de cinema e fotografia, claro, para todos que amam a nossa Diva.

www.marilynmonroe.com.br


quinta-feira, 1 de março de 2012

A vida pontuada



Por tempos entre vírgulas e reticências...


Adormeci ferida.

Quando preparava o ponto final.


Requiem aeternam dona eis(dai-lhes o repouso eterno).



Uma nova estrofe  a caminho

Ponto de exclamação!

Veio a surpresa do inesperado:

Um novo contexto?



“O presente”

...          ,             !          :            ?              "              "

(Poema Lu Port-aux)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Ritmo quente em la Habana Vieja





Baila freneticamente

Durante o negrume da noite

Você e a lua... Baila negro retinto!

Enfeitiça... Rumba... sacode!



Enquanto seu corpo lustroso

Esculpido a quatro mãos

Segue sem controle.

Su boca! Dentes de marfim... Hum...



Vai-te assim como num transe

Confundindo-se com o pretume da noite

Segue pelas ruas estreitas, sacudindo o corpo

Movimento... Suor... Olhos de fogo!



Sozinho persegue a música

O vento morno trás consigo a maresia

Quente como seu hálito febril

“Deus Ébano”! Gira entre estrelas!



Embriagante são seus beijos

Beija a lua... Sua dona!

A única que controla o seu movimento

Ritmo quente... Frenético... Febril!



Vítima fatal. Perdidamente...

Refém do filho de Habana Vieja da noite vazia.

Baila Onix solitário!
Gira, beija rumba!

(Poema Lu Port-aux)
Toda a forma de preconceito é um ato de ignorância.Todo ser humano é único e belo, o que pode nos diferenciar são as nossas atitudes e o nosso caráter.



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A Febre




O desejo insano consome os corpos desnudos

Do pudor de outrora...

Seguem assim os dois amantes errantes

Cegos pelo cio da fera languida.



O suor escorre pelas costas

A língua do varão toma para si

A boca tremula diz palavras desconexas

O hálito febril procura a boca carnuda,



Da mulher sedenta e despudorada

Apenas o desejo absurdo de sucumbir

A fraqueza carnal dos amantes

Enroscados... Entrelaçados... Enlaçados...



Brincam entre lençois de pura seda negra

Não se sabe onde uma começa e outro termina

Feito duas salamandras jogadas ao fogo

Unidos... Encaixados... Despidos...



Entre gemidos e frases inacabadas...

Chega sublime momento do coito

Após o deleite outrora. Abandonados,

Suados em meio a secreções e odores secretos.



Homem e mulher exaustos


Mãos entrelaçadas olhares profundos

Os amantes esperam a febre passar.

(Poema Lu-Port-aux)

Futuros Amantes Chico Buarque( Não se afobe não que nada é pra já...)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Miau!


Gata de olhos grandes
Certo tom mongol
Da boca escorre o mel
Um tanto ácido para
Os sensíveis
Espalhando pimentas como flores
A menina mulher, de olhos grandes
Vê assim... O mundo diferente
Da boca entoa poemas
Do corpo apenas o desejo vivo
De ser feliz à toa
Sem motivo ou pretexto
Sorriso franco
Enquanto espalha o mel com pimenta.
No caminho dos desavisados.
Passeia languida como uma gata
Sem pressa e amiúde
Até arranhar a sua vontade
Miau!

(Poema Lu Port-aux)
foto: Arquivo pessoal Lu-Port-aux

Mallu Magalhães - Velha e Louca


Eu to ficando Velha...eu to ficando louca...rsss essa é minha música , a minha cara, no momento!Adoro a Mallu Magalhães!

Eu tenho tido a alegria como dom e em cada canto eu vejo um lado bom...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Degustação cultural com Lu Port-aux - Vinho & Guerra


O livro Vinho & Guerra autoria do casal de jornalistas Don e Petie Kladstrup. Foi lançado no Brasil em 2002, Jorge Zahar Editora.

Best-seller traduzido para 12 idiomas. Amantes do vinho e interessados em História, uma boa dica de leitura.
Não se espante se perder a noção do tempo. A dica é dedicar um momento tranqüilo do seu dia, colocar uma boa música e uma taça de vinho.
Pode ser encontrado nas principais livrarias. Fiz uma busca de preços em torno de $ 40,00 a R$50,00.

Sinopse:
Neste livro, Don e Petie Kladstrup trazem uma narrativa da saga de tradicionais famílias de vinicultores franceses que impediram os nazistas de roubar um de seus símbolos mais genuínos - o vinho. Usando das incríveis artimanhas como a construção de paredes com teias de aranha para esconder safras preciosas, sabotagem de trens que transportavam vinho para a Alemanha, os produtores de vinho formaram uma espécie de Resistência paralela a fim de proteger a economia da França e preservar um de seus prazeres mais inebriantes e diletos.

Com certeza faz bem ao coração e para a mente. Para um bom leitor e apreciador de vinhos.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Mulher encontrada sem face em Mairiporã(SP)Um alerta para todos nós.



Independente da conclusão do caso.Quem sofre de depressão precisa procurar auxilio médico, não ter receio de pedir apoio da família e amigos.Não se entregue ao desespero e muito menos confie em estranhos.
O mais difícil para quem sofre de depressão e sindome do pânico é assumir que precisa de ajuda para os mais próximos.Vergonha, medo de não ser compreendido e aceito. Procure ajuda profissional.

Foi noticiado em toda imprensa o caso de uma senhora dona de casa de 54 anos que foi brutalmente assassinada em Mairiporã. Próximo a Pedra da Macumba utilizada para trabalhos espirituais.


Podemos encontrar inúmeras matérias sobre o assunto, entre as linhas de investigação está à possibilidade que ela tenha sido vítima de um ritual de magia negra.

A história é digna de um tenebroso filme de horror, repleta de mistério. Até o primeiro momento parece que ela saiu de casa as altas horas da noite, sozinha sem demonstrar estar sendo ameaçada.

Já li algumas matérias que insinuam que seja magia negra, daí utilizam-se imagens de altares wiccanos. Ou rituais afros como candomblé e umbanda.

E neste ponto que fiz questão de expor a minha opinião a respeito do assunto. É preciso muita cautela quando tratamos de culturas, cultos religiosos comparando com magia negra.

Como bruxa verde, estudiosa sobre os elementais, plantas e minerais. Digo a magia negra existe. Procuro manter a maior distancia possível de tudo que se refere ao mal.

Não entendo praticamente nada sobre rituais satânicos. Mas nunca ouvi falar de alguém que cobra por trabalhos espirituais, matar o seu cliente.

Vamos lá meus caros! Sabemos que trabalhos espirituais, despachos não saem de graça.

Eu não pratico trabalhos, porque em geral envolve o destino de terceiros. Ninguém tem o direito de interferir no livre arbítrio de outras pessoas.

Essa historia de trazer o seu amor em três dias não existe. No Maximo você irá interferir, bagunçar, incomodar a vida de outra pessoa.Mas é como um espelho bate e volta.Você será o maior prejudicado, tudo o que fazemos para o bem ou para mal existe a lei do retorno.

Não creio que seja um ritual de magia negra. Quem sabe? Seja um serial killer.

Os modos operantes, toda a ritualística. O poder de persuasão e convencimento de uma dona de casa, com uma vida pacata, pudesse cair tão facilmente na conversa de estranho(s).

Vi a pouco supostos sensitivos, debatendo o assunto. Vamos aguardar a investigação policial, que vem se desdobrando de forma competente.

Até hoje nunca vi alguém, que cobra por trabalhos espirituais, matar a sua galinha dos ovos de ouro.

Sou ligada ao esoterismo, a magia. Mas não sou influenciada facilmente, procuro analisar, questionar, buscando a verdade. Como existe o bem e o mal.Existe pessoas bem intencionadas e os golpistas.

O fato do teor ritualístico não atesta que seja o caso de um ritual de magia. Mas uma pessoa perturbada, um psicopata.

A vítima como foi noticiado era depressiva. Só quem sofreu deste mal sabe, o sofrimento lacônico que nos acomete.

Já tive depressão e síndrome do pânico, por mais que sejamos esclarecidos, uma vida estruturada. Não conseguimos superar sozinhos tamanha aflição, medo e dor.

Sabemos que não há um motivo real para essas reações e mesmo assim elas se manifestam.

Com o corpo, mente e espírito enfraquecido pela depressão. Vitima. De pessoas mal intencionadas, como um ratinho, direto para a ratoeira. Com um belo pedaço de queijo.

Como, Bruxa, digo, se o nosso Pai Maior nos deu a medicina. É para que possamos usufruir de tratamentos terapêuticos.

Nunca deixe de tomar medicamentos controlados, sejam quais forem, porque um dirigente espiritual assim aconselhou.

Desconfie dessa atitude. quem pratica o bem, a caridade e trabalha com energias superiores.Jamais vai interferir na matéria.

Com tratamento médico em dia, você pode cuidar da sua mente e espírito.

Lembrem-se quem está bem intencionado. Não cobra que você guarde segredo para seus familiares e amigos.

Nunca marque um encontro com pessoas que você conhece em redes sociais, sem avisar a conhecidos. Necessário que seja em lugares públicos.

Eu sei. Quando estamos desesperados com alguma situação, desejamos a imediata solução do nosso problema. Mas não existe essa mágica com hora marcada.

O tempo escreve a nossa trajetória, encontros e desencontros. Perdas e vitórias e no fim tudo encontra o seu lugar.

Amados o mal existe. Mas eu prefiro concentrar minhas energias no bem.

Não vamos julgar religiões, por causa de um ato grotesco de algum desequilibrado e assassino.

Não mencionei nomes, fotos, visto o assunto já estar tão visado na mídia. Meu interesse é apenas expor mediante a um acontecimento a minha ótica. Para tanto não preciso expor pessoas, chocar, explorar a dor alheia.

Deixo aqui os meus sentimentos aos familiares da vítima. E meu total respeito.

Que a verdade venha à tona, culpados responsabilizados. A vida daquela que talvez o único crime fosse confiar em seres bestiais. Não volta mais, para esse plano, mas será evitado que outros crimes de tamanha monstruosidade volte a acontecer.

Busquem o bem meus queridos! Paz e luz na terra!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Meu Protetor - Jorge de Capadócia



Eu também sou da sua Cia - SALVE JORGE!!!Protetor da minha morada e da minha vida.Quem tenta me atingir primeiro trave batalha como meu Pai Ogum.
OGUM IE!!!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sem São Paulo o meu dono é Solidão!!!


Brado por ti São Paulo!

Xingamentos confusos, ora versos apaixonados.

Sentimentos antagônicos

Como suas esferas...

Grande paulicéia desvairada

Eternizada por Mário de Andrade

Tu és assim, única!

Gigante, rompante, galopantemente

Imensa, és tu!
(Poesia Lu Port-aux)


Trecho do livro  Paulicéia Desvairada - Do modernista Mário de Andrade em 1922


INSPIRAÇÃO

São Paulo! comoção da minha vida...

Os meus amores são flores feitas de original...

Arlequinal!... Traje de losangos... Cinza e Ouro...

Luz e bruma... Forno e inverno morno...

Elegâncias sutis sem escândalos, sem ciúmes...

Perfumes de Paria... Arys!

Bofetadas líricas no Trianon... Algodoal!

São Paulo! comoção de minha vida...

Galicismo a berrar nos desertos da América!(Trecho - Paulicéia desvairada Mario de Andrade)


Ps: O trecho dessa música retrata bem quem vive e ama a cidade de São Paulo com tudo de bom e ruim que há nela.
SEM SÃO PAULO O MEU DONO É SOLIDÃO!!!




terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Chove, chove, chove...















Entre passos largos, os pezinhos dançantes

Saltita! Preciosa criança grande

Entre pedrinhas e poças rasas

Dança na chuva...

Na cadência das tardes de verão.

Entre viadutos e avenidas

A menina corre entre os carros,

Enquanto gotas generosas embaçam os olhinhos ávidos

Pessoas com guarda chuvas pretos, cinzas, tristes

Escondem-se obscuras enquanto a menina brilha.

Chove, chove, chove...

Entre a paulista e a consolação

Carros, buzinas, pretos, cinzas e a criança feliz

Girando no ar, Oh doce pequena!

O tempo para. A chuva cai abundante na tarde

Dança! Chove! Generosa Mãe das tempestades!

Corre pequena! Até o Trianon, percorre o parque,

Enquanto chove, chove, chove...

Com passos miúdos vai à busca do arco-íris.

Molhada, cansada, feliz. Enquanto

Chove, chove, chove...

(Poema de Lu Port-aux)


domingo, 1 de janeiro de 2012


Je t'aime, Paris ! from mylittle on Vimeo.


Je t'aime Paris!